Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sábado, 5 de outubro de 2013

O que é período interbíblico?

O período interbíblico começa no intervalo entre os livros de Malaquias e Mateus.
Esse evento na história de Israel é marcado dessa forma devido o grande silêncio de Deus que ocorreu 400 anos antes a.C.
Por causa da arrogância, altivez e idolatria da parte do povo de Israel o Criador resolveu parar de falar àquela casa rebelde.
Da mesma forma que aconteceu quando Jacó e toda a sua família resolveram descer ao Egito. Chegando lá o povo se encurvou diante dos ídolos daquele lugar e o Senhor resolveu ficar em silêncio com eles.
Este silêncio da parte de Deus durou 430 anos que foram de sofrimento, escravidão e várias outras coisas terríveis que oprimiam o povo de Deus.
Este silêncio só foi quebrado quando houve o arrependimento do povo e começaram a se lembrar do Senhor. Aí a bíblia diz que as orações começaram a subir diante do Trono de Deus e, automaticamente, Ele se lembrou do seu povo. Êxodo cap:3 vs:7 "E disse o Senhor: Tenho visto atentamente a aflição do meu povo, que está no Egito, e tenho ouvido o seu clamor por causa dos seus exatores, porque conheci as suas dores."
Isso ocorreu não foram nem uma ou duas vezes com a nação de Israel, mas sim, várias vezes.
Como nos diz o texto registrado em Juízes cap:3 vv: 6-11 "Tomaram de suas filhas para si por mulheres, e deram as suas filhas aos filhos deles; e serviram aos seus deuses.
E os filhos de Israel fizeram o que era mau aos olhos do Senhor, e se esqueceram do Senhor seu Deus; e serviram aos baalins e a Astarote.
Então a ira do SENHOR se acendeu contra Israel, e ele os vendeu na mão de Cusã-Risataim, rei da mesopotâmia; e os filhos de Israel serviram a Cusã-Risataim oito anos.
E os filhos de Israel clamaram ao Senhor, e o Senhor levantou-lhes um libertador, que os libertou: Otniel, filho de Quenaz, irmão de Calebe, mais novo do que ele.
E veio sobre ele o Espírito do Senhor, e julgou a Israel, e saiu à peleja; e o Senhor entregou na sua mão a Cusã-Risataim, rei da Síria; contra o qual prevaleceu a sua mão.
Então a terra sossegou quarenta anos; e Otniel, filho de Quenaz, faleceu.", Juízes cap:3 ver:12-15 "Porém os filhos de Israel tornaram a fazer o que era mau aos olhos do Senhor; então o Senhor fortaleceu a Eglom, rei dos moabitas, contra Israel; porquanto fizeram o que era mau aos olhos do Senhor.
E reuniu consigo os filhos de Amom e os amalequitas, e foi, e feriu a Israel, e tomaram a cidade das palmeiras.
E os filhos de Israel serviram a Eglom, rei dos moabitas, dezoito anos.
Então os filhos de Israel clamaram ao Senhor, e o Senhor lhes levantou um libertador, a Eúde, filho de Gera, filho de Jemim, homem canhoto. E os filhos de Israel enviaram pela sua mão um presente a Eglom, rei dos moabitas."
Poderia citar várias passagens bíblicas usando somente o livro de Juízes mas não haveria espaço, porém, vemos que antes de ocorrer o período interbíblico onde o Senhor decide emudecer com o seu povo, já havia ocorrido várias vezes lá trás.
Pois se repararmos, o Criador embora ficasse em silêncio todas as vezes que passavam por privações o Espírito do Senhor sempre levantava alguém para livrar aquele povo rebelde.
Eles se encurvavam diante de outros ídolos, passavam por adversidades mas o Senhor levantava sempre um juiz ou profeta para livra-los.
Mas quando chega a vez de Malaquias o Senhor levanta este profeta e quando passa o tempo de seu ministério Deus faz algo que nunca fez em toda a história de Israel: decide se calar por um tempo indeterminado.
Nada do que acontecia com aquele povo escolhido parecia importar a Deus.
Parecia que Deus estava sentado em seu escritório celestial, abriu a gaveta e colocou o seu povo escolhido lá dentro.
O povo clamava e Deus não os atendida, eles sofriam e parecia que o Senhor não estava os vendo.
400 anos sem ver, sem sentir ou ouvir a voz de Deus, tudo isso por que o Seu povo decidiu deixar os Seus preceitos e escolheram não ouvir a voz de Deus.
Embora não estejamos vivendo no Antigo Testamento, isso também pode ocorrer conosco se escolhermos negligenciar a voz de Deus e endurecer os nossos corações.

Conclusões Finais:

Aprendemos que a única forma de quebrar o silêncio de Deus é buscando a sua presença e se tivermos cometido pecado se arrependendo de todo o nosso coração.
Se têm uma coisa que Deus não suporta é um coração quebrantado.
Quero agradecer a Deus por mais um estudo terminado e por tudo que ele tem me concedido e a você leitor que tem estado conosco nos acompanhando todo esse tempo.
Graça e Paz do Cordeiro de Deus.

9 comentários:

Anônimo disse...

Muito esclarecedor

lucas rodrigues disse...

Muito bom, me esclareceu algumas coisas que eu tinha dúvida.que DEUS continue te usando profundamente. Que a graça e apaz do Senhor esteja com vc.

Weverton Mamore disse...

Muito bom . Deus abençoe

Pr. DEOCLÉCIO AMARO DE ANDRADE disse...

estou muito feliz por ter participado desta pagina maravilhosa

ismael santos melo disse...

Muito bem esclarecido, Deus abençoe

paulo henrique disse...

Parabéns gostei muito bem explicado e bem objetivo

Anônimo disse...

Legal

Jacirene Neves disse...

Parabéns pelo seu comentário ,explicação muito válida .

Marcia de souza lopes disse...

muiito bom me ajudou ..DEUS abençoe

Postar um comentário

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Hot Sonakshi Sinha, Car Price in India